terça-feira, 10 de novembro de 2015

A escritora Mafalda Moutinho veio à nossa escola!


             

        

     Mafalda Moutinho é bonita e simpática,
     Escreve livros com desenvoltura.
     Com eles, vivemos tanta aventura
     E também aprendemos gramática!

     Conhecemos uns primos bem divertidos,
     Que enfrentam o mundo tal como ele é…
     São duas irmãs e um rapaz:
   a Ana, a Maria e o André!

     Com eles, viajamos por muitos lugares,
     Sonhamos e respiramos vários ares…
     Convivemos com algumas civilizações,
     Que mexem com as nossas emoções!

     Obrigado, Dra. Mafalda Moutinho,
     Por ter vindo a este belo cantinho!

                                                  Os alunos do 6ºB
                            (Escola E. B. 2, 3 de Mundão)

segunda-feira, 2 de novembro de 2015


Em destaque....

“Existem muitos motivos pelos quais os livros nos fazem rir, sonhar, entristecer e até chorar!”


Este livro “A Biblioteca Mágica“, disponível  na BE, é um apaixonante percurso de descoberta, uma viagem ao mundo dos livros, atuais e antigos…


Queres participar nesta fantástica aventura?
                            Lê o livro!

terça-feira, 6 de outubro de 2015



Em outubro, o mês da biblioteca vamos comemorar....atividades e novidades vamos divulgar!


quinta-feira, 2 de julho de 2015

LER+ com "apps"

São 45 as aplicações para iOS e Android que disponibilizamos, quase todas gratuitas, para poder ler mais e em todo o lado.

Fonte:[https://lerebooks.wordpress.com/2015/06/15/45-apps-para-quem-gosta-de-ler/]

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Arquivo nacional de memórias autobiográficas

As histórias dos indivíduos acabam, na maior parte das vezes, por se entrelaçarem com os pequenos e os grandes acontecimentos da História de um país e com eles estabelecer uma relação única. Diários, cartas, fotografias e filmes caseiros ou simples evocações feitas pelas pessoas são uma parte importante na construção da memória de cada um. Mas esses documentos servem também para ajudar a construir a narrativa de uma comunidade.

Para ver mais clique aqui >>

sexta-feira, 19 de junho de 2015

TOP Leitor

Com o ano letivo terminado é altura de divulgarmos os melhores leitores do Agrupamento de Escolas de Mundão em 2014/15. Os alunos cujos nomes aqui deixamos estão de parabéns. Esperamos que continuem a ser excelentes leitores, pois as leituras provocam os melhores sorrisos.



sexta-feira, 12 de junho de 2015

Diários da sala de aula

São muitas as formas de olhar para o que se passa nas nossas escolas, mas raramente isso é feito a partir de olhares que têm como de partida o que se passa nas salas de aula. Um dos projetos de investigação, lançados pela Fundação Francisco Manuel dos Santos procurou, por isso, conhecer melhor essa realidade.

Pode ver alguns testemunhos aqui.


"ESTEIROS" de Soeiro Pereira Gomes


[Clique na imagem para ver o documentário]

Esteiros, de Soeiro Pereira Gomes, é considerada uma das primeiras obras romanescas filiadas numa estética neorrealista, numa primeira fase de afirmação deste movimento literário. Denunciando as duras condições de vida das crianças que trabalham nos telhais para sobreviver, Esteiros apresenta-nos um protagonista coletivo, os "filhos dos homens que nunca foram meninos", como Sagui, Maquineta, Guedelhas, Gaitinhas e Gineto, na sua luta trágica contra a miséria e contra a opressão desumana de uma sociedade submetida à exploração capitalista. 
Fonte: Infopedia

Saber mais sobre o autor >>

quinta-feira, 11 de junho de 2015

Banco de imagens gratuito

Tecnologia e recursos digitais para apoio a todas as áreas disciplinares pode ser encontrado em EDUCACIÓN 3.0.

Labroots

LabRoots é um serviço online com vista a melhorar a colaboração científica. Possui uma infinidade de recursos e ferramentas que contribuem para  desenvolver colaborações significativas em vários campos de especialização.


terça-feira, 9 de junho de 2015

 Uma estimativa revelada por George Harwood e Evangeline Walker, alunos da Universidade de Leicester em Inglaterra, refere o número de páginas tamanho A4 que seriam necessárias para imprimir a Internet, e o número a que chegaram é deveras impressionante: 136 mil milhões de páginas, qualquer coisa como um edifício com 13 km de altura.

Fonte:http://www.businessinsider.com/how-much-paper-would-it-take-to-print-the-internet-2015-4
Imagem: http://sede-electronica.aytoarroyo.org/ventanillavirtual/img/foto_imprimir.jpg


A Biblioteca Digital Fundação Jorge Álvares possui uma nova coleção, intitulada “Civilização e Cultura – China e Macau“.
A coleção está dividida em 10 livros: “A Civilização do Rio Amarelo”; “Escolas filosóficas chinesas”; “As Viagens de Marco Polo”; “Os portugueses em Macau”; “As primeiras instituições de Macau”; “O Comércio Europeu na China e na Ásia do Sudoeste”; “Macau na época da guerra do ópio”; “O fascínio dos europeus pela China no final Século XIX”; “Macau no século XX”; “Cronologia”.

segunda-feira, 1 de junho de 2015

Dia da Criança


É um dia em que cabem
todos os dias do ano
e as coisas mais bonitas
que não podem causar dano:
os sonhos e os brinquedos,
as festas, as guloseimas,
a sombra de alguns medos,
a casmurrice das teimas
e também, com fartura,
o afecto e o carinho
com que se faz a ternura,
para mostrar ao mundo
que a guerra é uma loucura
e que o gosto de ser menino
é o nosso eterno destino.


José Jorge Letria
                                                               (in O Livro dos Dias)

sexta-feira, 29 de maio de 2015

Poema "Mãezinha" de António Gedeão

Boa poesia e recitada com intensidade  é a oferta da Biblioteca Escolar a todos os seus utilizadores.

"Rimas Salgadas" de Miguel Horta

Está previsto para o dia 3 de junho o lançamento do livro "Rimas Salgadas". 
Sobre o livro o seu autor refere "Não se sabe muito bem onde começa um livro…o mais certo é começar com um pequeno poema que vai flutuando na cabeça enquanto decorrem os dias. Depois, há um momento habitualmente despoletado por uma criança, a vontade muito grande de comunicar com essa pequena pessoa. Bom, talvez tudo isto tenha começado na minha infância, na praia do Vau (Portimão) numa daquelas madrugadas que antecedem um memorável dia de pesca a bordo do Sabiá (o barco do meu Tio). Ou ainda, mais pequenino, revirando as pedras na maré vazia à procura de animais escondidos nas poças de água, sendo surpreendido por um polvo bebé muito zangado que logo tingiu tudo de preto com o seu ferrado. O certo é que todo aquele azul que despenhava em ondas sobre os meus pés continha algo de intrinsecamente concordante com os meus olhos e com a minha existência, ao ponto de passar intensamente para a minha pintura. Agora está aí o livro e responde a algumas preocupações que me veem assaltando. As crianças sabem pouco sobre o oceano; não há tempo para o mar no meio de tanta meta curricular, sendo certo que só conseguimos defender aquilo que conhecemos bem."

Para saber mais sobre a obra

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Projeto Adamastor

Projeto Adamastor tem como principal objectivo atenuar a insuficiente oferta de obras literárias em português. As obras são gratuitas, sempre em formato epub e sem qualquer restrição ao uso. 
 Destacamos a edição cuidada dos títulos disponíveis, com um design apelativo e correta adaptação ortográfica.

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Conversor ortográfico e de ficheiros




Conversor do Acordo Ortográfico da Porto Editora é uma ferramenta gratuita que possibilita a adaptação à nova ortografia, quer em português europeu quer em português do Brasil. O Conversor de texto converte palavras conforme a ortografia antiga para a nova grafia e resolve no mesmo instante qualquer dúvida ortográfica.
Conversor de ficheiros converte o conteúdo de ficheiros de texto para a nova grafia. A aplicação dá suporte a documentos em formato Word.

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Ainda... Teresa Duarte Reis




A visita à EB de Casal de Esporão da escritora Teresa Duarte Reis motivou os alunos do pré-escolar a trabalhos alusivos ao título apresentado "Mistério na Serra da Estrela". A Biblioteca Escolar salienta o envolvimento da educadora Nazaré Santos na atividade de ilustração.

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Encontro com... Fernando Pereira

"A Angelina que conhecemos neste romance, à semelhança de tantas outras neste mundo, depara-se com uma situação cada vez mais comum: a separação dos pais".

Sonhador inconformado, o professor Fernando Pereira estará entre nós, no dia 30 de abril, para abordar temas dos seus livros. Pela sua postura e tranquilidade estamos  certos que a sua presença será uma mais valia para os alunos presentes.

Dia Mundial do Livro


O Dia Mundial do Livro é comemorado, desde 1996 e por decisão da UNESCO, a 23 de abril. Trata-se de uma data simbólica para a literatura.  Esta efeméride foi comemorada na Biblioteca Escolar do Agrupamento de Escolas de Mundão com a presença da escritora Teresa Duarte Reis que, com a sua sensibilidade transmitiu a magia da sua escrita. Esta iniciativa teve como finalidade “chamar a atenção para o livro e para a importância da leitura na nossa sociedade”. 
Oportunamente mostraremos todas as fotografias desta iniciativa nas Escolas EB1 de Mundão, EB 2/3 de Mundão e EB1 de Casal de Esporão.

Concurso Nacional de Leitura - Fase Distrital

Ciente da importância inquestionável da literacia na participação activa na sociedade, a Biblioteca Escolar do Agrupamento de Escolas de Mundão associou-se à iniciativa e participou na fase distrital do Concurso Nacional de Leitura que, este ano, se realizou em Mortágua. 
Estamos orgulhosos das três alunas participantes nesta edição. O seu desempenho foi notável.  Deram o seu melhor e demonstraram o quanto gostam de ler pelo prazer de ler.


sexta-feira, 17 de abril de 2015

Encontro com... Teresa Duarte Reis

A escritora Teresa Duarte Reis, autora do livro  "Mistério na Serra da Estrela"e " Janela", estará no dia 23 de abril na nossa escola, para um encontro com os alunos do 1º, 2º e 3º ciclo.

As 9.15 h a escritora estará na EB de Mundão. às 11.00 h estará na EB 2/3 para um convívio com as turmas do 5º e 7º anos.



Os títulos "Mistério na Serra da Estrela" e "Janela" encontram-se para venda, no próprio dia, podendo ser autografados pela autora.









segunda-feira, 13 de abril de 2015

"Noite de Leitura Partilhada



Realizou-se no âmbito da semana da leitura a "Noite de Leitura Partilhada", atividade de leitura entre pais e filhos. Registou-se uma presença razoável de encarregados de educação. O evento teve o acompanhamento musical do professor Paulo Lemos. Todos os presentes foram "mimados" com bolinhos, chá ou sumo pelos alunos do curso de Hotelaria.
Para registo da memória futura as imagens deste evento aqui.

sexta-feira, 20 de março de 2015

Concurso Concelhio de Leitura

Classificação dos participantes

Estão apurados os seguintes alunos a nível de escola para participarem na fase final distrital a realizar no dia 10 de abril, pelas 13.30 h, na Escola Básica Infante D. Henrique:

1º ciclo do ensino básico

Nome
Escola
Pontuação
Ema Filipa Ferreira Araújo
Nogueira de Côta
100 Pontos
Gonçalo Manuel S. Morais
EB1 Mundão
90 Pontos
Sara Martins de Lemos
EB1 Mundão
80 Pontos

2º ciclo do ensino básico – 5º ANO

Nome
Ano/Turma
Pontuação
Tomás Alexandre B. Almeida
5º C
193 Pontos
Mariana Gonçalves Lopes
5º A
180 Pontos
Ana Rafael Gomes
5º D
175 Pontos

2º ciclo do ensino básico – 6ºANO

Nome
Ano/Turma
Pontuação
Micaela Ribeiro Almeida
6º D
200 Pontos
Beatriz Gomes Gonçalves
6º D
190 Pontos
Margarida Marlene Duarte
6º D
180 Pontos

                                   

segunda-feira, 16 de março de 2015

segunda-feira, 9 de março de 2015

Mostra cinematográfica - Dia Internacional da Mulher

8 de março é o dia escolhido com o objetivo de reconhecer a importância e contributo da mulher na sociedade.
Para comemorar esta data, a equipa da Biblioteca Escolar preparou um panfleto com uma mostra cinematográfica que distribuiu na sala de professores. Dez filmes que abordam problemáticas diversas, desde a luta feminina dos anos 70 em "Norma Rae "até à crítica que liga o capitalismo com a cultura machista em "A Cidade do Silêncio".
O panfleto pode ser visto aqui.

Breve História da Mulher no Cinema
Não faria sentido abordar o papel da Mulher no cinema sem, inicialmente, tratar da história do cinema. Como será bastante óbvio para a maioria, a mulher não influencia o surgimento da Sétima Arte; no entanto, seria incompreensível abordar tal tema sem referir os grandes feitos primordiais, atribuídos a homens, e percorrendo a evolução do papel da mulher ao longo da história do cinema. Ver mais...


quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Christian Voltz

Christian Voltz foi o autor que serviu de mote ao trabalho desenvolvido pela biblioteca escolar junto dos alunos do 3º e 4º anos das diferentes escolas pertencentes ao agrupamento de escolas de Mundão. Ainda Nada?, título que aborda a germinação das plantas foi utilizado em atividades de leitura e construção coletiva da história.


Quem é CHRISTIAN VOLTZ?

Realizou estudos num atelier de ilustração da 
Escola Superior de Artes Decorativas de Estrasburgo (França). Foi designer de capas e ilustrador; também colaborou em publicações direccionadas para o público juvenil. É autor de várias obras ilustradas que saíram em editoras como a Rouergue, entre 1997 e 2000. Publicou ainda na Didier e na Grandor, ambas empresas francesas dedicadas à publicação de livros infantis. Também trabalha como director de curtas de animação para uma produtora audiovisual. Atualmente reside e trabalha em Estrasburgo.

Como nascem as histórias pode ser visto neste pequeno filme. Ver aqui

O Valor da vida humana

O valor da vida humana aqui.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

A utilização das tecnologias móveis na sala de aula

Apesar da resistência existente torna-se imperativo a necessidade de se introduzir as tecnologias móveis, como telemóveis e tablets, ao serviço da educação. A Unesco publicou um guia com 10 recomendações políticas para tentar ajudar os governos no incremento desses recursos na sala de aula. 
O documento preconiza orientações simples. "As directrizes políticas relacionadas com a aprendizagem móvel que forem criadas devem estar em harmonia com as que já existirem no campo das TIC”, afirma a Unesco no documento.

Apresentamos um infográfico com as 10 recomendações e os 13 bons motivos para se usar tecnologias móveis na sala de aula.

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Dia da Internet Segura


As redes sociais estão enraizados no nosso dia-a-dia. A Internet veio permitir que as pessoas comuniquem entre si em qualquer parte do mundo.

Esta interação pode trazer alguns riscos que importa saber:

- Publicação de dados pessoais na página de perfil;
- Possibilita o Roubo de Identidade;
- Existência de Perfis Falsos;
- Perder o controlo de conteúdos publicados;
- Canal que permite o Cyberbullying;
- Ausência de controlo efetivo da idade dos                                                                           participantes;
                                             - Ausência ou dificuldade de moderação;
                                             - Podem provocar sintomas de dependência nos                                                                    seus utilizadores.

Estaremos totalmente seguros? Observem um diálogo entre dois utilizadores do Facebook num excelente post colocado numa página e que pode ver aqui.

Booktube

fenómeno Booktube surgiu já há alguns anos no mundo anglosasónico, no entanto e desde o ano passado tem vindo a difundir-se no mundo espanhol, tanto em Espanha como na América Latina.
BookTubes são vídeos promocionais de livros criados por alunos e partilhados com outros alunos.
Seguem algumas ligações de interesse:
Booktube Perú | Facebook

Partilhamos aqui um vídeo  Booktube, el Documental que apresenta o panorama Booktube no México.


segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Problema do mês de fevereiro





Não te esqueças de participar no concurso "Problema do Mês".



Problema do mês de fevereiro:            2º ciclo                  3º ciclo




Podes entregar a tua resolução na biblioteca ou enviar por email para biblioteca@aemundao.net.

Leituras obrigatórias e motivação


Laura Borras , professora de Literatura na Universidade de Barcelona, autora da série de vídeos "Pedaços de Literatura" dá a sua opinião acerca da importância da leitura dos clássicos.
Ver aqui.

Como nasceu a língua portuguesa?


Curiosamente, o português surgiu da mesma língua que originou a maioria dos idiomas europeus e asiáticos. Com as inúmeras migrações entre os continentes, a língua inicial existente acabou subdividida em cinco ramos: o helênico, de onde veio o idioma grego; o românico, que originou o português, o italiano, o francês e uma série de outras línguas denominadas latinas; o germânico, de onde surgiram o inglês e o alemão; e finalmente o céltico, que deu origem aos idiomas irlandês e gaélico. O ramo eslavo, que é o quinto, deu origem a outras diversas línguas atualmente faladas na Europa Oriental. O latim era a língua oficial do antigo Império Romano e possuía duas formas: o latim clássico, que era empregado pelas pessoas cultas e pela classe dominante (poetas, filósofos, senadores, etc.), e o latim vulgar, que era a língua utilizada pelas pessoas do povo. O português originou-se do latim vulgar, que foi introduzido na península Ibérica pelos conquistadores romanos. Damos o nome de neolatinas às línguas modernas que provêm do latim vulgar. No caso da Península Ibérica, podemos citar o catalão, o castelhano e o galego-português, do qual resultou a língua portuguesa. O domínio cultural e político dos romanos na península Ibérica impôs sua língua, que, entretanto, mesclou-se com os substratos linguísticos lá existentes, dando origem a vários dialetos, genericamente chamados romanços (do latim romanice, que significa falar à maneira dos romanos). Esses dialetos foram, com o tempo, modificando-se, até constituírem novas línguas. Quando os germânicos, e posteriormente os árabes, invadiram a Península, a língua sofreu algumas modificações, porém o idioma falado pelos invasores nunca conseguiu se estabelecer totalmente. Somente no século XI, quando os cristãos expulsaram os árabes da península, o galego-português passou a ser falado e escrito na Lusitânia, onde também surgiram dialetos originados pelo contato do árabe com o latim. O galego-português, derivado do romanço, era um falar geograficamente limitado a toda a faixa ocidental da Península, correspondendo aos atuais territórios da Galiza e de Portugal. Em meados do século XIV, evidenciaram-se os falares do sul, notadamente da região de Lisboa. Assim, as diferenças entre o galego e o português começaram a se acentuar. A consolidação de autonomia política, seguida da dilatação do império luso consagrou o português como língua oficial da nação. Enquanto isso, o galego se estabeleceu como uma língua variante do espanhol, que ainda é falada na Galícia, situada na região norte da Espanha. O primeiro documento literário escrito no idioma português surgiu a partir do século XII, quando havia o predomínio da língua falada. As grandes navegações, a partir do século XV d.C. ampliaram os domínios de Portugal e levaram a Língua Portuguesa às novas terras da África (Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe), ilhas próximas da costa africana (Açores, Madeira), Ásia (Macau, Goa, Damão, Diu), Oceania (Timor) e América (Brasil).

[Fonte: http://ruralea.com/tematico.php?ativ=10&local=314]

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

HOLOCAUSTO - 70 anos depois

A Biblioteca Escolar solidária com a data comemorativa com as Vítimas do Holocausto lembra que há 70 anos o campo de Auschwitz-Birkenau era libertado pelas tropas aliadas.
O Alto Comissário para a ONU Zeid Al Hussein disse que o mundo continua "assombrado pelo destino de milhões de judeus e de outras minorias mortos em campos de concentração nazistas." Perguntamos nós: como foi possível?

O Museu do Holocausto Norte-americano, apresenta quer in loco quer online, um conjunto de informação detalhada sobre este período trágico da história da humanidade.
De entre muitas, selecionámos a exposição online intitulada "Alguns eram vizinhos". Podes ver aqui.


Foto: [Fonte: http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/B8b150ff9/16535398_DymdR.jpeg]

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Vencedores do CNL - Fase de escola



Os nossos vencedores da fase escola do Concurso Nacional de Leitura:


Nome
Ano/Turma
Pontuação
Matilde Barbosa de Almeida
8º D
161,5 Pontos
Cristiana Duarte Fernandes
9º A
158,5 Pontos
Catarina Gomes M. Ferreirinho Dias
9º A
156 Pontos



...agora irão representar-nos na fase distrital, que decorrerá este ano em local a designar. Oportunamente daremos informação relativa à fase distrital.


Parabéns aos vencedores e a todos os participantes.